5 de agosto de 2017

"OS MENTIROSOS" REGRESSAM A ANSIÃO


Mantendo a tradição, o Teatro Olimpo irá atuar perante o público ansianense, em pleno mês de agosto, subindo ao palco do Centro Cultural de Ansião, no próximo dia 11, pelas 21 horas e 30 minutos, num espetáculo de entrada livre que também integrará a programação cultural das Festas do Concelho.
A peça a exibir é a produção mais recente do grupo, estreada no passado mês de abril, “OS MENTIROSOS”, da autoria de Pedro Ventura Cabral, um texto interpretado pelos atores Ricardo Vinagre e Casimiro Simões, comédia que satiriza a importância da mentira na manutenção da paz social e do normal funcionamento da sociedade… Trata-se afinal de contas de uma sucessão de peripécias provocadas por algumas mentiras, aquelas pequenas mentiras, aparentemente inofensivas, que marcam o nosso dia à dia, sem causar estragos… Aliás, evitando grandes e irreversíveis estragos…

Este espetáculo ocorre no intervalo da itinerância que o grupo tem vindo a fazer nos últimos meses, um pouco por todo o país, exibindo o seu repertório nos municípios de Oliveira do Bairro, Moura, Viseu, Tomar, Porto de Mós, Barcelos e Pampilhosa da Serra. Entretanto, a partir de setembro e, até ao final do ano, estão já previstas atuações em Nelas, Fornos de Algodres, Pedrógão Grande e Vila Nova de Gaia, antevendo-se ainda o agendamento de outras deslocações.

26 de março de 2017

Dia Mundial do Teatro... e das mentiras!


Acabadinho de comemorar vinte anos de atividade, o Teatro Olimpo irá estrear a sua mais recente peça, que será levada à cena no Centro Cultural de Ansião, no próximo sábado à noite, dia 1 de abril, às 21 horas e 30 minutos, num espetáculo de entrada livre que servirá também para assinalar o Dia Mundial do Teatro, evento com caráter anual que, tal como vem sendo hábito, irá ser celebrado em parceria com o município local.
Da autoria de Pedro Ventura Cabral, a nova produção chama-se “Os Mentirosos”, procurando ser uma divertida farsa sobre a importância da mentira na manutenção da paz social e no normal funcionamento da sociedade… Trata-se afinal de contas de uma sucessão de peripécias provocadas por algumas mentiras, aquelas mentiras que marcam o nosso dia à dia, sem causar estragos… Aliás, evitando grandes e irreversíveis estragos…

Curiosamente estreada em pleno dia das mentiras, esta peça, protagonizada pelos atores Ricardo Vinagre e Casimiro Simões, irá enriquecer o repertório que o grupo vai exibir este ano um pouco por todo o país e que integra ainda as comédias “Meu Marido Que Deus Haja”, de André Brun, e “Nem Louco, Nem Morto”, de Raúl Brandão. 

1 de janeiro de 2017

DUAS DÉCADAS DE TEATRO

 Nos quatro sábados deste mês de janeiro, mais concretamente nos dias 7, 14, 21 e 28, sempre às 21 horas e 30 minutos, o Centro Cultural de Ansião irá acolher as comemorações do 20º aniversário do Teatro Olimpo, fundado em janeiro de 1997. Num contexto de uma celebração muito especial, irá decorrer um festival inédito que, para além do organizador/ aniversariante, contará com a participação de três grupos de teatro convidados.




Assim, no dia 7, o grupo Ultimacto de Cem Soldos (de Tomar) apresentará “KUSDIABOS”, uma comédia hilariante dedicada a todas as idades, que tem como desconcertante ponto de partida o mote de que "todos somos pré defuntos". No centro da história, um taberneiro de mãos a abanar e bolso sem fundo, que se vê aflito para dar conta das dívidas, obrigações e compromissos. No seu balcão são servidos polícias, banqueiros, mendigos e outros que tais, muitas vezes falando da morte para celebrar a vida.

A segunda jornada deste festival ocorrerá dia 14, levada à cena pela Companhia de Teatro A Capoeira (de Barcelos), que exibirá “PIOLHOS E ATORES”, uma peça que constitui uma extraordinária reflexão sobre o ofício do ator, sobre a condição do espetador e sobre a necessidade humana de perdurar, de deixar uma marca, tornando-se assim uma metáfora da precariedade da própria condição humana.
Para dia 21 está agendada a intervenção do TEIA (de Tondela), grupo que apresentará “QUADRO”, uma farsa que junta três amigos de longa data, que vêem a sua sólida amizade colocada em risco, quando um deles compra um quadro por um preço exorbitante, na expetativa da aprovação dos outros dois. Mas a ironia do destino repõe a normalidade. No entanto, parecendo que tudo fica igual, nada continuará como dantes.
Finalmente, no dia 28, a encerrar estas comemorações, caberá ao grupo aniversariante fazer a reposição de “NEM LOUCO, NEM MORTO”, uma comédia que gira em torno de um governador civil obcecado pela sua própria veia poética, que tarda porém em revelar-se… Trata-se, com efeito, da história de um “mau poeta” que, de forma inesperada, vê entrar-lhe “pela porta adentro”, uma notável professora de química, aparentemente enlouquecida, detentora de uma poderosa bomba, capaz de destruir tudo e todos…
Uma nota final para assinalar que, serão de ENTRADA LIVRE, todos os espetáculos do festival que aqui se divulga.



5 de novembro de 2016

Festival ENCENA 2016 - Dias 11, 12 e 13 de Novembro



Sexta-feira, dia 11, às 21,30 h
“O PAÍS DOS DECRETOS”, pelo Teatro Olimpo (Ansião)
Farsa satírica que conta a história de um país imaginário onde “todos os homens são iguais em direitos, mas uns são mais iguais do que outros”.

Sábado, dia 12, às 15,30 h (público infanto-juvenil)
“PIRILAMPO”, pela Companhia de Teatro de Santo Tirso
Sob a forma de fantoches, diversas personagens vão ajudar a revelar as várias facetas de um ser humano, numa viagem extraordinária, em busca de luz e de fantasia…

Sábado, dia 12, às 21,30 h
“EU, ELA E O OUTRO”, pelo Teatro Moura Encantada (Moura)
Comédia que gira em torno da vida íntima de um casal de cinquentões, empenhados em acabar com o respetivo marasmo sexual, com a esposa a tentar convencer o marido a usar um medicamento milagroso, que alegadamente serve para combater a disfunção erétil…

Domingo, dia 13, às 15,30 h
“AGARRA QUE É MILIONÁRIO”, pela Sociedade Artística Tramagalense (Abrantes)

Retrata as relações sociais de um casal que vive permanentemente acima das suas possibilidades financeiras, tendo de recorrer a diversos “esquemas” para angariar dinheiro. Depois de muitas peripécias, a moral da história que resulta é a de que, afinal de contas, “o dinheiro não é tudo na vida”…

6 de agosto de 2016

TEATRO NAS FESTAS DO CONCELHO


Sexta-feira, dia 12 de agosto, às 21 horas e 30 minutos, num espetáculo de entrada gratuita, o Centro Cultural de Ansião será palco da comédia “MEU MARIDO QUE DEUS HAJA!”, a mais recente produção do Teatro Olimpo, uma peça em que a temática da violência doméstica está subjacente, desnudando de forma caricatural, as vicissitudes de um jovem casal, em especial os problemas conjugais de Paulo, marido de Anastácia, um homem que vive subjugado pela permanente angústia de tentar superar as virtudes do primeiro marido da esposa, já falecido.
Com encenação de Casimiro Simões, luz e som de Carlos Duarte, o elenco é constituído por Ricardo Vinagre, Wilson Subtil, Sara Joaquim e Daniela Neto.
Depois desta atuação, que integra a programação cultural das Festas do Concelho de Ansião, o grupo ansianense irá retomar o seu programa de itinerância, estando já previstas até ao final do ano, deslocações aos municípios de Penalva do Castelo, Celorico da Beira, Cantanhede, Santo Tirso, Aveiro, Guarda e Vila de Rei.

Paralelamente a esta digressão, o Teatro Olimpo irá estar ainda a ensaiar uma nova peça, cujo título será anunciado oportunamente e que deverá ser estreada no próximo mês de janeiro, no âmbito das comemorações do 20º aniversário do grupo.

20 de março de 2016

Dia Mundial do Teatro em Ansião

COMÉDIA PARA ANIMAR PÁSCOA




Como este ano o Dia Mundial do Teatro calha precisamente em domingo de Páscoa, o Município de Ansião e o Teatro Olimpo decidiram antecipar as respetivas comemorações, assinalando-as no feriado do dia 25 de março, sexta-feira santa, às 21,30 horas, no local do costume, o Centro Cultural de Ansião, num evento que será mais uma vez, de entrada livre.
Neste contexto, o nosso público poderá assistir a uma peça levada à cena pelo Grupo Cultural Semente, oriundo do concelho de Aveiro, num espetáculo encenado por Ni Fermandes, artista que tem alguma ligação a Ansião, em virtude de, entre os anos de 2005 e 2008, ter colaborado com o Teatro Olimpo, participando como atriz em diversas peças, das quais recordamos com destaque, “Curso Básico Para Uma Relação A Dois”.

Sobre o trabalho que teremos oportunidade de ver no próximo dia 25, trata-se de uma comédia construída a partir de um texto do dramaturgo brasileiro Jomar Magalhães, que gira em torno de um sacristão de uma paróquia de uma pequena cidade do interior. Um belo dia, entediado por uma vida demasiado pacata, resolve inventar um milagre na sua igreja, de forma a provocar grandes peregrinações àquele lugar alegadamente santo… Entretanto, como a mentira tem pernas curtas e há quem desconfie da veracidade do propalado acontecimento milagroso, torna-se inevitável uma sucessão de divertidas e rocambolescas peripécias…

9 de janeiro de 2016

NOVA PEÇA PARA O 19º ANIVERSÁRIO


A fim de comemorarmos o 19º aniversário do Teatro Olimpo, no próximo dia 16 de janeiro, pelas 21 horas e 30 minutos, o Centro Cultural de Ansião vai receber a estreia da nossa mais recente produção, “MEU MARIDO QUE DEUS HAJA”, uma comédia do humorista e dramaturgo português André Brun.
Numa sucessão de divertidas peripécias em que a temática da violência doméstica está subjacente, ficamos a conhecer os problemas conjugais de Paulo, marido de Anastácia, um homem que vive na permanente angústia de tentar superar as virtudes do primeiro marido da esposa, já falecido. Com adaptação e encenação de Casimiro Simões, luz e som de Carlos Duarte, o elenco recebe os contributos de Ricardo Vinagre, Sara Joaquim, Sónia Valente e Wilson Subtil.
É a primeira vez que o grupo encena uma obra de André Brun, escritor falecido em 1926, com apenas 45 anos de idade, tendo-se notabilizado pela autoria das famosíssimas comédias “A Vizinha do Lado” e “A Maluquinha de Arroios”.

Resta acrescentar que será de entrada livre, o espetáculo que aqui se anuncia.